Pontos Cantados de Mãe Yemanjá

Pontos Cantados de Mãe Yemanjá

Iemanjá é uma divindade de origem africana, mais especificamente da cultura iorubá. O orixá feminino, também conhecido no Brasil como “rainha do mar”, é um ícone das religiões Candomblé e Umbanda, além de outras crenças afro-brasileiras. O nome Iemanjá pode ser encontrado com algumas variações, tais como Yemanjá, Yemanya, Iemoja, Iyemanha ou Yemoja; e seu significado é uma derivação da expressão “yèyé omo ejá” que, no idioma iorubá, quer dizer “mãe cujos filhos são peixes”.

Em sua origem iorubatana, Iemanjá é um orixá fluvial. No entanto, no Norte do Brasil, ela passou a ser associada ao mar. Historicamente, Iemanjá pertence à nação iorubá dos Egba, localizados na região sudoeste da Nigéria, nas proximidades do rio Yemanjá. Devido às guerras ocorridas entre os povos iorubas durante o século XIX, os Egba tiveram de migrar da região do rio Yemanjá, mas continuaram a cultuar a deusa, que teria passado a viver no rio Ògùn.

No Brasil, Iemanjá é conhecida como a padroeira dos pescadores, protegendo e decidindo o destino dos que entram no mar. Por aqui, ela também é chamada de Janaína, Dandalunda, Mucunã, Princesa do Mar, Sereia do Mar, Ísis, Inaé, entre outros.
Comemorações e devoção

A maior festa popular em homenagem a Iemanjá é comemorada todo dia 2 de fevereiro, em Salvador, na Bahia. Na ocasião da festa, as pessoas se vestem de branco e fazem procissão pela cidade até o templo da deusa, situado na praia do Rio Vermelho, e lá deixam presentes nos barcos, que levam as oferendas para o mar. Entre os presentes incluem-se espelhos, perfumes, ornamentos, bijuterias, sabonetes, comidas e flores.

Tais especiarias fazem referência à beleza e vaidade que caracterizam a deusa. Para os devotos, as oferendas que não se afundam no mar e voltam à praia são consideradas como recusadas. Iemanjá também é celebrada no Rio de Janeiro, no entanto, neste Estado, estas comemorações estão ligadas às festas de final de ano. Outras homenagens são prestadas a Iemanjá nos dias 15 de agosto e 8 de dezembro.

Nos cultos de candomblé, a adoração a Iemanjá pode ser feita de duas maneiras: em locais fechados, como eram feitos na África em suas origens; ou em lugares abertos, como é feito hoje em dia, geralmente nas proximidades de rios ou do mar, com a “rainha do mar” sendo representada como uma sereia.

Pela perspectiva do sincretismo religioso, Iemanjá se relaciona a Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora das Candeias e a Virgem Maria.
O Dia de Iemanjá

Devido à forte tradição católica no Brasil, criou-se o costume de comemorar o Dia de Iemanjá junto ao Dia de Nossa Senhora da Conceição: 2 de fevereiro. No entanto, houve nos anos 60 uma resistência da igreja, que passou a ver a comemoração como pagã, tendo em vista que muitos dos devotos de Iemanjá são adeptos do candomblé e da umbanda.

Mesmo assim, a ligação da “rainha do mar” com o catolicismo ainda é muito forte e o seu dia ainda é comemorado no dia 2 de fevereiro, que também é o dia de outra santa católica, Nossa Senhora dos Navegantes.


Quem quer me ver sobre a terra
Quem quer me ver sobre o mar
Sou a Cabocla Jandira
Sou a Sereia do Mar
Eruê ruê ruê
Êruá ruá ruá
Êruê ruê, Jandira
===========================================
No fundo do mar
Tem uma pedra
De baixo da pedra
Tem areia
Em cima da pedra
Tem uma santa
Ela é Mamãe Sereia
Mamãe Sereia
No fundo do mar tem areia
===========================================
Iemanjá
Oh Iemanjá
Seus filhos vêm trabalhar
Salve a Sereia
Proteção da falange do mar
===========================================
O veado fugiu
E Oxossi pegou na Bahia
Segura o ponto de Mamãe Sereia
Do mar
Segura o ponto de Mamãe Sereia
Do mar
===========================================
Pus-me a escrever na areia
Com conchinhas de Iemanjá
Fiz ponto de Mãe Sereia
Veio a onda desmanchar
Pus-me contar as ondas
Não pude acabar
Vou pedir ao rei das águas
Para o meu ponto firmar
===========================================
Hoje é dia de Nossa Senhora
De nossa Mãe Iemanjá
Olundaê, ê, ê
Olunda á, á, á
Brilham as estrelas no céu
Brilham os peixinhos no mar
Olundaê, ê, ê
Olunda á, á, á
===========================================
Baixou, baixou
A Virgem da Conceição
Maria Imaculada
Para tirar a perturbação
Se tiveres praga de alguém
Desde já seja perdoado
Levando pro mar a dentro
Pras ondas do mar sagrado
===========================================
Quando a estrela vem saindo
Quando a lua vem surgindo
Fazendo clarão do mar
Gira carorô, ê gira carorô á
Gira carorô ê
A nossa Mãe Iemanjá
===========================================
E vem, e vem, e vem
E vem beirando o mar
E vem a Mãe Sereia
Pra todo mal levar
Eu sou aquela pequenina
Que mora em alto mar
Eu sou quem guia os navios
Sou a Sereia Guiomar
===========================================
Bem vinda, seja bem vinda
A nossa Mãe que nos criou
É a rosa Massumbebê
É a rosa Massumbebá
É a rosa Massumbebê
É a nossa Mãe Iemanjá
Passarinho preso canta
Porque não sabe falar
São Jorge é o rei da Terra
Sereia a rainha do mar
São Jorge é o rei da Terra
Com licença de Oxalá
===========================================
Nós aqui nesse Terreiro
Pedimos a sua benção
Tu és Rainha dos mares
Senhora da Conceição
===========================================
Eram duas ventarolas
Duas ventarolas que sopravam sobre o mar
Eram duas ventarolas
Duas ventarolas que sopravam sobre o mar
Uma era Iansã, Ieparrê
A outra era Iemanjá, adoceáh
Uma era Iansã, Ieparrê
A outra era Iemanjá, adoceáh
=====================
Eu vou jogar
Vou jogar flores no mar
Eu vou jogar !
Uma promessa eu fiz
Para Deusa do mar
O meu pedido atendeu
Eu prometi vou pagar
Eu vou jogar
Vou jogar flores no mar
Eu vou jogar !
===================================
ê Iemanjá
ê Iemanjá
Rainha das ondas, sereias do mar
Rainha das ondas, sereias do mar
Como é lindo o canto de Iemanjá
Faz até o pescador chorar
Quem ouvir a mãe d’água cantar
Vai com ela pro fundo do mar
Iemanjá !
Iemanjá é
Rainha das ondas, sereias do mar
Rainha das ondas, sereias do mar
=============================
O Janaina
Princesa d’água
Solte os cabelos Janaina
E caia n’água
==============================
Janaina eehh
Janaina eaahh
Que vive na terra
Que vive na lua
Que vive na água
Que vive no mar
Me livre dos inimigos
Me livre das aflições
Me livre dos perigos
Me livre das tentações
Janaina eeh
Janaina eah
========================
O sereia o sereia
vosso filho tá chamando
sereia
você tem que ajudar
sereia

 

      yemanja_rainha_do_mar

  • Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
    Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
    Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
    Consultas Somente com Hora Marcada.
    Atendimento: de Segunda a sexta-feira
    Das 09:00 as 19:00 horas.
    Não damos consultas:
    via WhatsApp ou via E-mail e mensagens de celular.



Esta entrada foi publicada em Pontos Cantados. Adicione o link permanente aos seus favoritos.