Pomba Gira Rosa Caveira

Pomba Gira Rosa Caveira

ROSA CAVEIRA

Pomba gira rosa caveira é uma pomba gira que trabalha com seus parceiros de calunga em busca da evolução dos seres humanos e deles próprios.

Com aconselhamentos muitas vezes com certa impaciência não perdoa seus inimigos e protege seus cavalos sem mesmo eles pedirem sua proteção, odeia injustiça, se irrita com os tolos, temperamento forte como de exu caveira, se cuidada é uma pomba gira rica e bela ajuda em causas que aparentemente estão perdidas, e abraça a causa de uma pessoa injustiçada, não gosta de teimosia, e seus recados são diretos e muitas vezes fortes , vem na falange de tatá caveira , falange maravilhosa e firme .

Uma mulher de fibra, vencedora de demanda, pomba gira de trabalho não gosta de muita brincadeira , quando vira sua gargalhada é de dor, é como se toda calunga viesse com ela estremecendo corações e o chão.

Quando cobra seus cavalos ataca diretamente a saúde e a parte financeira muitas vezes o cavalo tende a cair em depressão.

Geralmente os seus cavalos vivem em altos e baixos até acertar um tiro certo na felicidade e na realização profissional.

Rosa caveira gosta de fartura, as coisas certas e positivas , é uma pomba gira que quando cuidada ajuda seus cavalos tanto a evoluir espiritualmente quanto na vida nessa terra , os realizando na parte financeira e amorosa .

Como trabalha com caveira e ele é o rei da sua falange, suas oferendas ela sempre pede um frango ou carré para oferecer antes ao senhor caveira como sinal de respeito e depois disso recebe a sua.

A mesma coisa faz molambo da lixeira, pois respeita caveira e tem ele como o rei dos exus na sua casa e porteira junto com rosa caveira.

Geralmente, aprecia bebidas doces, cigarros, rosas, padês, frangas.

Suas vestes saias, capas.

Cores: preto, vermelho, roxo.

Salve Rosa Caveira

Um Pouco Sobre Rosa Caveira Eu tenho o privilegio de ter essa entidade a minha esquerda, e em seus trabalhos, aprender um pouco sobre sua atuação como Guardiã da Lei. Sempre séria, certa ocasião, ela me falou, que um de seus campos de atuação, é quando entre pessoas o Amor cede lugar ao ódio, amor esse que pode ser dos mais variados tipos. Principalmente quando começam a se prejudicarem através de magias.

Me disse ela, que é servidora de Mãe Oxum e Pai Omulu. Uma linda senhora, onde muitas vezes por necessidade, plasma uma forma mais densa, representada pela Caveira.

Sei que essa falange tem muitos misterios, e uma função Divina como Guardiã, por isso merece muito respeito, pois seu campo de atuação, é muito mais do que nossa capacidade humana compreende.

E como diz seu ponto cantado : …se diz que faz, é melhor não duvidar…!!! Em seus trabalhos aos quais são sempre fortes, ela nunca está sozinha, ela é muito amparada por muito guardiões, como o Senhor Tata Caveira, o qual ja presenciei e senti o imenso respeito por ele.

Ela também é chefe de falange, entre as quais fazem parte de sua falange:

PG Rosa da Noite, Rosa Negra, Rosa Vermelha, Rosa da Praia, 7 Rosas, etc…

Cada Pombagira teve sua historia quando encarnada, mas todas lutaram e lutam para fazer crescer a Luz .

Rosa Caveira viveu por volta de 1930 e nasceu no norte de Minas Gerais, um lugar castigado pela seca e pela pobreza, sétima filha e única filha mulher, sua mãe já tinha idade avançada por isso teve várias complicações durante sua gestação e a criança nasceu com uma marca estranha no peito que parecia muito com uma caveira, sua mãe, contudo não gostava que falassem isso e disse que parecia uma rosa, e assim deu o nome a menina de Rosa. Seu pai faleceu quando ela tinha ainda 11 anos e como sua mãe era velha, ela teve que tomar o lugar de mãe da casa. Aos 13 anos, Rosa teve um sonho com um homem bem vestido e que usava um anel prata em formato de caveira, e assim aconteceu, no mesmo ano enquanto fazia compras para sua mãe na feira da cidade, encontrou um senhor bem afeiçoado que se aproximou e disse:

Olá linda moça, o que faz um rosa tão formosa sozinha em uma feira.
No mesmo momento Rosa, assim ela chamava até o momento, respondeu assustada:
-Nada não senhor, me dá sua licença.
-Meu nome é João Batista, sou caixeiro-viajante, mas pode me chamar de João Caveira.
No mesmo momento Rosa se lembrou de seu sonho e ficou com os olhos intactos.

Ao voltar para sua casa, Rosa não disse nada a sua mãe, mas a noite sonhou novamente com o tal moço. E pela manhã voltou a cidade, com desculpa de comprar botões para arrumar roupa para seus irmãos, lá perguntou à algumas pessoas sobre João, mas ninguém o viu ou lembrava-se dele. Voltando pela estrada de terra, em uma encruzilhada na estrada, estava lá João que a cumprimentou:
-Um caminho longo não moça?
E ela ressabiada disse:
-Sim, mas não estou sozinha, meu irmão está por me encontra no caminho.
-Mas e nos seus sonhos, seu irmão também vai te buscar – Disse ele com um olhar denso e penetrante.

Assustada ela correu, e por onde ia ele lá estava, até que cansada de correr, tropeçou e caiu, e ele lhe ofereceu a mão onde carregava o anel e ofereceu a ela uma nova vida. Explicou que não era desse mundo e que de tempos em tempos vinha para treinar uma moça para que o ajudasse, e ela era a escolhida. No momento Rosa não entendeu muito bem, mas seu coração batia forte, seu sangue pulsava em suas veias enquanto ele falava com a voz rouca. E ela aceitou. João Caveira a batizou de Rosa Caveira, a levou para morar na capital e ensinou a arte da magia, de falar com os espíritos, mas advertiu sempre que ela não poderia ser tomada pelo poder, porém ela se apaixonou por ele e sofria muito, e ele aparecia cada vez menos, como costumava falar, tinha que aguardar os portais se abrirem para vê-la. Com passar do tempo sua angustia e solidão, começaram a tomar conta de sua vida, então Rosa Caveira saia noite a buscar nos homens, usando seu poder de magia e encantamento, então sua seu mundo ficou negro e desregrado, que acabou levando-a morte em pouquíssimo tempo. Desesperado, João tentou ajudá-la, mas era tarde demais.

Após sua morte ela entendeu que ele era um guardião do mundo espiritual que treinava algumas pessoas iluminadas para que o ajudasse a tratar dos espíritos que vagavam, porém ela não foi forte o bastante. Rosa então pediu ajuda, foi então designada a voltar a terra para ajudar as pessoas, contudo ainda ama João Caveira e esse amor a prende aqui em muitas vezes se embebeda e cantas cantigas de amores tristes.

Como agradar Rosa Caveira para conseguir prosperidade e amor.

1 punhal
16 Rosas vermelhas
1 Espelho redondo
7 Moedas
1 Pedaço de tecido preto
1 Cacho de uva vermelha
1 Anel prata de caveira
7 Velas vermelhas

Em uma encruzilhada de terra a meia noite em lua crescente, finque o punhal no chão, em frente forre o chão com o tecido preto e coloque as rosas formando um circulo, assim faça com as moedas, no pé do punhal coloque as uvas vermelhas e o anel e acenda as velas em volta. Chame por ela, que o João Caveira permita que ela venha te ajudar.

  • Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
    Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
    Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
    Consultas Somente com Hora Marcada.
    Atendimento: de Segunda a sexta-feira
    Das 09:00 as 19:00 horas.
    Não damos consultas:
    via WhatsApp ou via E-mail e mensagens de celular.

    Tópico Relacionado  categoria – Pomba-Giras  Clique aqui



Esta entrada foi publicada em Pomba´Giras. Adicione o link permanente aos seus favoritos.