OXALÁ

OXALÁ – O Orixá dos Orixás

Sua ação se manifesta através da fé, da luz, da razão e da paz. Simboliza riqueza,

felicidade e fecundidade.

Oxalá é o Orixá maior de Umbanda. Dessa vibração suprema se originam todas

as outras e ela está presente em todos nós e em todas as vibrações.

Está sincretizada

em Jesus Cristo, o homem que por sua perfeição e conduta conseguiu alcançá-la e sintonizá-la, porque foi educado e preparado para isso.

A vibração de Oxalá habita em cada um de nós, porém velada pela nossa imperfeição,

pelo nosso grau de evolução. É o Cristo interior, e, ao mesmo tempo, cósmico e universal;

O que jamais deixou sem resposta ou sem consolo um só coração humano, cujo apelo chegasse até Ele;

O que procura, no seio da humanidade, homens capazes de ouvir a voz da sabedoria e que possam responder-Lhe, quando pedir mensageiros para transmitir ao Seu rebanho: “Estou aqui; enviai-Me”.

Não há incorporação de Oxalá na Umbanda.

Oxalá = Jesus Cristo DIA: Sexta-feira – sua festa é o Natal: dia 25 de dezembro

COR: BrancaAMALÁ: 14 velas brancas, água mineral, canjica branca dentro de alguidar de louça branca,

fitas e flores brancas. O local de entrega deve ser muito bonito e cheio de paz, como uma colina limpa,

no local mais alto de uma cachoeira ou junto de uma entrega para Iemanjá, na praia.ERVAS: (Banho de descarrego):
Poejo – Camomila – Chapéu de Couro – Erva de Bicho – Cravo – Coentro – Gerânio Branco – Arruda Erva Cidreira – Era de S.João
– Alecrim do Mato – Hortelã -Alevante – Erva de Oxalá (Boldo)

– Folhas de Girassol – Folhas de Bambu.PEDRAS: Brilhante – Cristal de rocha – Quartzo leitoso

METAL: Ouro

Lendas de oxalá segundo o candomblé.

Olodumaré entregou a Oxalá o saco da criação para que ele criasse o mundo.

Porém essa missão não lhe dava o direito de deixar de cumprir algumas

obrigações para outros Orixás e Exu, aos quais ele deveria fazer alguns

sacrifícios e oferendas. Oxalá se pôs a caminho apoiado em um grande

cajado, o Paxorô. No momento que deveria ultrapassar a porta do além,

encontrou-se com Exu que, descontente porque Oxalá se nega a fazer suas

oferendas, resolveu vingar-se, provocando em Oxalá uma sede intensa.

Oxalá não teve outro recurso senão o de furar a casca de um tronco de um dendezeiro para saciar sua

sede.

Era o vinho de palma o qual Oxalá bebeu intensamente, ficou bêbado, não sabia onde estava

e caiu adormecido. Apareceu então Olófin-Odùduà que vendo o grande Orixá adormecido roubou-lhe

o saco da criação e em seguida foi a procura de Olodumaré, para mostrar o que teria achado e contar

em que estado Oxalá se encontrava. Olodumaré disse então que “se ele está nesse estado vá você

Odùduà, vá você criar o mundo”. Odùduà foi então em busca da criação e encontrou um universo em

água, e aí deixou cair do saco o que estava dentro, era terra. Formou-se então um montinho que

ultrapassou a superfície das águas. Então ele colocou a galinha cujo os pés tinham cinco garras,

ela começou a arranhar e a espalhar a terra sobre a superfície da água, onde ciscava, cobria a água

e a terra foi alargando cada vez mais, o que em Ioruba se diz Ilènfè expressão que deu origem ao

nome da cidade Ilê Ifé. Odùduà ali se estabeleceu, seguido pelos outros Orixás e tornou-se assim

o rei da terra. Quando Oxalá acordou, não encontrou mais o saco da criação. Despeitado,

procurou Olodumaré, que por sua vez proibiu, como castigo a Oxalá e toda sua família,

de beber vinho de palma e de usar azeite de dendê. Mas como consolo lhe deu a tarefa de

modelar no barro o corpo dor seres humanos, nos quais ele, Olodumaré insuflaria a vida.”

Caracteristicas dos filhos de oxalá

Os filhos de Oxalá, são pessoas tranqüilas, com tendência à calma, até nos momentos

mais difíceis; conseguem o respeito mesmo sem que se esforcem objetivamente para obtê-lo. São amáveis e pensativos, mas nunca de maneira subserviente.

às vezes chegam a ser autoritários, mas isso acontece com os que têm

Orixás guerreiros ou autoritários como adjutores (ajuntós).

São muito dedicados, caprichosos, mantendo tudo sempre bonito, limpo,

com beleza e carinho. Respeitam a todos mas exigem ser respeitados.

Sabem argumentar bem, tendo uma queda para trabalhos que impliquem em organização.

Gostam de centralizar tudo em torno de si mesmos. São reservados, mas raramente orgulhosos.

Seu defeito mais comum é a teimosia, principalmente quando têm certeza de suas convicções; será difícil convencê-los de que estão errados ou que existem outros caminhos para a resolução de um problema.

No Oxalá mais velho (OXALUFÃ) a tendência se traduz em ranzinzice e intolerância, enquanto no

Oxalá novo (OXAGUIÃ) tem um certo furor pelo debate e pela argumentação.

Para Oxalá, a idéia e o verbo são sempre mais importantes que a ação, não sendo raro encontrá-los

em carreiras onde a linguagem (escrita ou falada) seja o ponto fundamental.

Fisicamente, os filhos de Oxalá tendem a apresentar um porte majestoso ou no mínimo digno,

principalmente na maneira de andar e não na constituição física; não é alto e magro como o filho

de Ogum nem tão compacto e forte como os filhos de Xangô. às vezes, porém, essa maneira de

caminhar e se postar dá lugar a alguém com tendência a ficar curvado, como se o peso de toda uma

longa vida caísse sobre seus ombros, mesmo em se tratando de alguém muito jovem.

Para que o filho de Oxalá tenha uma vida melhor, deve procurar despertar em seu interior a

alegria pelas coisas que o cerca e tentar ceder à sua natural teimosia.

A MULHER DE OXALÁ

É a mulher ideal para qualquer homem: preocupa-se com ele, quer agradar, e faz tudo para ajudá-lo a

se projetar na vida. Não tem vergonha de dizer que ama, desde que realmente ame. A filha de Oxalá é rigorosamente sincera em tudo o que faz. Só que é tímida, o que significa que jamais disputará um homem

com outra mulher, e nunca demonstrará abertamente o seu interesse por alguém. Talvez por causa dessa sua forma retraída de ser, chama a atenção dos homens mas se interessa apenas por aquele que for amável, romântico e um perfeito cavalheiro. Esse se surpreenderá com a sensualidade que ela vai revelar depois que tomar a iniciativa e poderá ficar seguro quanto à sua fidelidade: a mulher de Oxalá não é nem um pouco

volúvel.

AFINIDADES:

A mulher de Oxalá combina com homens de Oiá, Oxumaré, Ewá, Nanã, Ibeji e Obaluaê.

O HOMEM DE OXALÁ

Sentimental, amoroso, carinhoso e hiper-sensual: assim é o homem de Oxalá. Com todas essas qualidades, é natural que as mulheres se interessem por ele, que, de quebra, costuma ter uma bela aparência física; é forte, imponente, sexy. E, o que é melhor, um bom papo. “Rei” das festas e reuniões sociais, ele costuma escolher mulheres de corpo bonito, mas principalmente inteligentes e dinâmicas. Só que jamais revela o seu interesse pela pessoa que o atrai. Para conquistá-lo é preciso levar essas dicas em consideração e não desanimar. Ele vale a pena. Também porque sonha com uma mulher fértil, que lhe dê filhos, brindará sua amada com uma vida sexual variada, cheia de “climas”, que realiza com criatividade e carinho.

AFINIDADES

O filho de Oxalá combina com mulheres de Oiá, Oxumaré, Ewá, , Ibeji, Obaluaê e Nanã.

      hino_da_umbanda

  • Av. Dona Sofhia Rasgulaeff 177.
    Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
    Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
    Consultas Somente com Hora Marcada.
    Atendimento: de Segunda a sexta-feira
    Das 09:00 as 19:00 horas.
    Não damos consultas:
    via WhatsApp ou via E-mail e mensagens de celular.

Esta entrada foi publicada em Orixás. Adicione o link permanente aos seus favoritos.