Oferenda a marinheiro na Umbanda

Oferenda de Marinheiros

Os Marinheiros, grupo de Espíritos que trabalham na Umbanda em prol da caridade.
Eles conheceram muito bem o mar e a navegação, pois participaram da descoberta de novos mundos através das viagens que empreenderam que duraram anos e anos.
As Entidade de Marinheiro trabalham na Linha de Iemanjá e também de Oxum, que compõem o chamado “Povo da Água”. Seus conselhos e mensagens são sempre cheios de esperança e de fé. Costumam trabalhar em grupos. São fortes, pois enfrentaram guerras e mares agitados, mas também conheceram a calmaria e a bonança.
Dão consultas, passes e também fazem trabalhos fortes de descarrego que envolvam grandes demandas. Em algumas casas, também costumam trabalhar nas giras de desenvolvimento de Médiuns.
Quando dão consultas, essa Falange costuma ir direto ao ponto, sem rodeios, mas também sabem como falar aos consulentes sem criar um clima desagradável ou de medo. Assim, conseguem atingir fundo as almas dos aflitos que costumam procura-los em busca de auxilio e de esperança.
Carregam consigo um sentimento profundo de amizade.

Nas consultas, gostam muito de ajudar àquelas pessoas que se apresentam com problemas amorosos. Seus conselhos são sempre fiéis e certeiros, têm uma grande responsabilidade e assumem o compromisso de um trabalho bem-feito.Todas as pessoas tem uma idéia muitas vezes distorcida desta linha de trabalho.

Os marinheiros são em sua grande maioria espíritos que militam a umbanda para dar sustento no campo da diluição de cargas trevosas, outros atuam como elementos de sustentação de trabalhos voltados a curas, atraindo os poderes elementais dos quais estes espíritos de alto grau espiritual, trazem consigo.

Na realidade estes abnegados servidores da lei são verdadeiros “magos que atuam nos mistérios aquáticos” e com uma forma de atuação única dentro dos domínios da umbanda.

Como magos, trazem para nós, a possibilidade de nos libertar-mos de nossos entraves, com uma forma bem simpática lidam com os consulentes de forma extrovertida, deixando o assistido muito avontade com trejeitos peculiares desta linha maravilhosa da umbanda.

Muito diferente do que imaginamos, estes irmãos do astral não são e não estão embriagados, como muitos se mostram, na realidade sua forma de balanço é uma maneira de liberar suas ondas energéticas se utilizando do próprio médium.

A Linha de Trabalho Marinheiros foi aberta para acolher aqueles que viveram no litoral ou em contato com a água, entram nesta classe os marinheiros propriamente, os ribeirinhos, canoeiros etc. Todo aquele que viveu e cultuou a água.

Na prática trazem uma forte vibração da energia aquática que em contato com as forças nocivas dilui e purifica pessoas e ambientes. Gostam de prosear e trocando experiências orientam os aflitos.

Vivem “no fundo do mar”, em uma dimensão aquática, por isso quando manifestados em solo seco ficam a bambear, pois para eles terra firme os tonteia e a água os deixa firme.

Oferenda aos Marinheiros

• Toalha ou pano branco; • velas branca e azul cla­ro; • fitas branca e azul claro; • linhas branca e azul cla­ro; • pembas branca e azul claro; • flores (cravos bran­cos, palmas brancas); • frutas (várias); • comidas (peixes assados, peixes fritos, peixes cozidos, cama­rões, farofa com carne); • bebidas (rum, aguardente);

Oferenda aos Marinheiros

Material:
1 alguidar
3 maças
3 peras
3 laranjas lima
7 velas azuis
1 pedaço de corda
1 boné de marinheiro
1 peixe assado
7 cigarros
1 copo de papel
1 garrafa de rum
7 moedas douradas (lavadas e secas)

Modo de preparo:
Na beira do mar, colocar o alguidar de modo que a água o toque levemente. Cortar as frutas em 4 pedaços e passá-las simbolicamente pelo seu corpo de baixo para cima pedindo o que deseja aos marinheiros (ou ao marinheiro de sua preferência). Coloque as frutas no alguidar com o peixe por cima. Enfeite com as moedas e acenda os cigarros dando três baforadas em cada um fazendo seus pedidos. Coloque-os no alguidar e acenda as velas em volta. Encha o copo com o rum e despeje o restante por cima do alguidar e em volta coloque o boné em cima do alguidar junto com a corda. Saude os marinheiros e a Iemanjá 7 vezes fazendo seus pedidos e orações.

Obs.: não jogue a garrafa no mar, traga-a de volta e jogue no lixo.

Oferenda aos marinheiros

Material
1 alguidar
7 sardinhas (limpas e fritas)
1 cebola
1 tomate maduro
7 moedas (lavadas e secas)
1 melão
1 cacho de uvas
1 laranja lima
1 broche em formato de ancora
1 boné de marinheiro
1 pedaço de corda
1 copo de papel
1 lata de cerveja
7 cigarros
7 velas brancas
Flores brancas

Modo de preparo:
Corte o melão em 7 partes, retirando as sementes e coloque no centro do alguidar. Coloque o cacho de uva sobre as fatias de melão junto com a laranja cortada em 7 rodelas. Coloque as sardinhas fritas em volta colocando sobre cada sardinha uma rodela de tomate e de cebola. Passe as moedas simbolicamente pelo corpo de baixo para cima fazendo seus pedidos e coloque no alguidar. Coloque por cima de tudo a corda, o boné e o broche. Por fora, enfeite com as flores, acendendo as velas em círculo. Encha o copo com a cerveja jogando o resto em volta. Acenda os cigarros dando três baforadas em cada um fazendo seus pedidos. Encaixe-os no alguidar. Saude os marinheiros e Iemanjá 7 vezes fazendo seus pedidos e orações. Traga a lata de cerveja vazia e jogue no lixo.

Mitos:
Uma pena os barqueiros, marujos, pescadores, marinheiros ainda serem confundidos com bêbados. Uma apologia as bebidas lamentável. Marinheiro balança porque tem gingado com as dificuldades da vida, porque enfrenta as ondas pra levar nossos carregos pro fundo do mar.   Salve a Linha das Águas, salve Nanã, Ewa, Iansã, Oxum, Iemanjá, Logum-Edé, Oxumaré.

NOTAS:

Os marinheiros permitem aos médiuns a desenvolverem o equilíbrio emocional, entrar em contato com as emoções mais intimas desbloqueando e liberando os excessos, os vícios. Desenvolvendo no médium a capacidade de sentir as dores dos outros e com isso aprimorando as relações com o seu irmão.

     ” Ame o que você tem, Antes que a vida lhe ensine a sentir falta do que Você tinha.”   

    Uma linda Mensagem pra Você.

Um abraço fraterno.
Beto de Ogum.
Esta entrada foi publicada em Oferenda as 7 linhas da Umbanda. Adicione o link permanente aos seus favoritos.