HISTORIA DE NOSSO PAI OXOSSI

HISTORIA DE NOSSO PAI OXOSSI Divindade da caça que vive nas florestas. Seus principais símbolos são o arco e flecha, chamado Ofá, e um rabo de boi chamado Eruexim. Em algumas lendas aparece como irmão de Ogum e de Exú. Oxossi é o rei de Keto, filho de Oxalá e Yemanjá, ou, nos mitos, filho de Apaoka (jaqueira). É o Orixá da caça; foi um caçador de elefantes, animal associado à realeza e aos antepassados. Diz um mito que Oxossi encontrou Iansã na floresta, sob a forma de um grande elefante, que se transformou em mulher. Casa com ela, tem muitos filhos que são abandonados e criados por Oxum. Oxossi vive na floresta, onde moram os espíritos e está relacionado com as árvores e os antepassados. As abelhas pertencem-lhe e representam os espíritos dos antepassados femininos. Relaciona-se com os animais, cujos gritos imita a perfeição, e caçador valente e ágil, generoso, propicia a caça e protege contra o ataque das feras. Um solitário solteirão, depois que foi abandonado por Iansã e também porque na qualidade de caçador, tem que se afastar das mulheres, pois são nefastas à caça. Está estreitamente ligado a Ogum, de quem recebeu suas armas de caçador. Ossãe apaixonou-se pela beleza de Oxossi e prendeu-o na floresta. Ogum consegue penetrar na floresta, com suas armas de ferreiro e libertá-lo. Ele esta associado, ao frio, à noite, à lua; suas plantas são refrescantes. Em algumas caracterizações, veste-se de azul-turquesa ou de azul e vermelho. Leva um elegante chapéu de abas largas enfeitados de penas de avestruz nas cores azul e branco. Leva dois chifres de touro na cintura, um arco, uma flecha de metal dourado. Sua dança sumula o gesto de atirar flechas para a direita e para a esquerda, o ritmo é "corrido" na qual ele imita o cavaleiro que persegue a caça, deslizando devagar, às vezes pula e gira sobre si mesmo. É uma das danças mais bonitas do Candomblé. Orixá das matas, seu habitat é a mata fechada, rei da floresta e da caça, sendo caçador domina a fauna e a flora, gera progresso e riqueza ao homem, e a manutenção do sustento, garante a alimentação em abundância, o Orixá Oxossi está associado ao Orixá Ossaê, que é a divindade das folhas medicinais e ervas usadas nos rituais de Umbanda. Irmão de Ogum, habitualmente associa-se à figura de um caçador, passando a seus filhos algumas das principais características necessárias a essa atividade ao ar livre: concentração, atenção, determinação para atingir os objetivos e uma boa dose de paciência. Segundo as lendas, participou também de algumas lutas, mas não da mesma maneira marcante que Ogum. No dia-a-dia, encontramos o deus da caça no almoço, no jantar, enfim em todas as refeições, pois é ele que provê o alimento. Rege a lavoura, a agricultura, permitindo bom plantio e boa colheita para todos. Segundo Pierre Verger, o culto a Oxossi é bastante difundido no Brasil mas praticamente esquecido na África. A hipótese do pesquisador francês é que Oxossi foi cultuado basicamente no Keto, onde chegou a receber o título de rei. Essa nação, porém foi praticamente destruída no século XIX pelas tropas do então rei do Daomé. Os filhos consagrados a Oxossi foram vendidos como escravos no Brasil, Antilhas e Cuba. Já no Brasil, o Orixá tem grande prestígio e força popular, além de um grande número de filhos. O mito do caçador explica sua rápida aceitação no Brasil, pois identifica-se com diversos conceitos dos índios brasileiros sobre a mata ser região tipicamente povoada por espíritos de mortos, conceitos igualmente arraigados na Umbanda popular e nos Candomblés de Caboclo, um sincretismo entre os ritos africanos e os dos índios brasileiros, comuns no Norte do País. Talvez seja por isso que, mesmo em cultos um pouco mais próximos dos ritos tradicionalistas africanos, alguns filhos de Oxossi o identifiquem não com um negro, como manda a tradição, mas com um Índio. Oxossi é o que basta a si mesmo. A ele estiveram ligados alguns Orixás femininos, mas o maior destaque é para Oxum, com quem teria mantido um relacionamento instável, bem identificado no plano sexual, coisa importante tanto para a mãe da água doce como para o caçador, mas difícil no cotidiano, já que enquanto ela representa o luxo e a ostentação, ele é a austeridade e o despojamento. Quem for da Oxum que faça da sua beleza sua maior arma. Que não ande, sobrevoe pelo ar. Quem for da Oxum que erga as mãos pro céu e Grite "yeyeo" pois ter uma santa fiel já é meio caminho andado. Quem for da Oxum que dance, use seu mais lindo acessório chamado sorriso, pois se sabe que em seu corpo não é qualquer um que há de tocar. Quem for da Oxum que brilhe e ofusque os inimigos pois beleza realmente é imã para inveja. Quem for da Oxum sabe a hora de atacar, de se defender e agir na hora certa pois filho de rainha tem um laço eterno com o caçador. Quem for da Oxum sabe que sempre tem brilho, asé, proteção e prosperidade. Quem for da oxum que chame atenção mesmo sem querer. Que transpire porpurina e atraia a inveja daqueles que queiram ser como você mas não pode. Ser da Oxum é privilégio em meio a um mundo tão feio. Agradeça. OXUM TE TROUXE AQUI PRA TE DIZER: 💛 "Tu pensas que não te escuto, Mas sou eu que te sondo, te guardo e te cuido! Eu estou aqui e todas as suas lágrimas eu recolhi para mim... Pois elas foram essenciais para eu te entregar essas bênçãos que tu me pedistes. Filha (o) nunca te disse que seria fácil está caminhada, Mas que a vitória na sua vida seria certa. Pois, No comando eu estou.. SUA MÃE OXUM... Quem me impedirá? Ninguém... Seus sonhos e projetos fui eu quem assinei embaixo! Filha (o) Veja bem tudo é no meu tempo... Não se precipites. Sabes porque? Tudo o que faço é perfeito! E não há nada que possa te derrubar! Porque tu és minha filha amada, Tens minha força, És guerreira... Filha de rainha não fica no chão! Os problemas que tu vem enfrentando, Te ajudarei e guiarei sempre teus passos. Só te peço que mantenha sempre a calma e tua fé... Sei que as vezes você se sente só, Mas eu nunca te abandonarei... Nunca te rejeitarei... Porque te escolhi para fazer a diferença. Te escolhi para ser minha filha. E em meio a grande multidão... Você me tocou! Segue teu caminho firme e forte, na certeza que estarei sempre com você"!!! Ora iêiê ô Mãe Oxum Axè!! "Confie mais nos seus instintos, acredite que tudo é possível e não desista de ser feliz"!

  • Av. Dona Sofhia Rasgulaeff  177.
    Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
    Telefone: (44) 3034-5827 (44) 99956-8463
    Consultas Somente com Hora Marcada.
    Atendimento: de Segunda a sexta-feira
    Das 09:00 as 19:00 horas.
    Não damos consultas:
    via whatsapp ou via E-mail.



Sobre admin

Olá seja bem vindo ao nosso Site eu me chamo Beto de Ogum sou administrador e fundador do Centro João de Angola. Agradeço sua Visita.
Esta entrada foi publicada em Orixas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.